Lucro da BM&FBovespa sobe 29,9% em 2010, para R$ 1,144 bi

A BM&FBovespa registrou lucro líquido de R$ 1,144 bilhão em 2010, o que representa um crescimento de 29,9% em relação ao ano anterior, quando o resultado foi de R$ 881,1 milhões. A bolsa atribui o aumento do lucro à melhora da performance operacional, o maior resultado financeiro e ao resultado da equivalência patrimonial dos investimentos no CME Group. O resultado ajustado, que exclui despesas sem impacto no caixa, foi de R$ 1,586 bilhão no ano passado, alta de 29,6%.

VINÍCIUS PINHEIRO, Agencia Estado

17 de fevereiro de 2011 | 20h55

A receita líquida da bolsa em 2010 aumentou 25,8% no ano passado, para R$ 1,889 bilhão. A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da BM&FBovespa atingiu R$ 1,315 bilhão no ano passado, um aumento de 34,9% ante 2009. A margem Ebitda subiu 4,7 pontos porcentuais, para 69,6%.

No quarto trimestre, a bolsa apresentou lucro societário de R$ 261,5 milhões, alta de 18,8% ante igual período de 2009, e lucro ajustado de R$ 368 milhões (16,7%). Na mesma base de comparação, o Ebitda cresceu 9,4%, para R$ 302,374 milhões, mas a margem recuou 0,8 ponto porcentual, para 64,3%.

A receita líquida da BM&FBovespa cresceu 10,7% nos últimos três meses de 2010 frente ao quarto trimestre do ano anterior, para R$ 470,142 milhões. As despesas operacionais, porém, cresceram em um ritmo maior e somaram R$ 188,665 milhões (17,6%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.