Lucro da Boeing cai no 2o trimestre por atrasos

A Boeing divulgou nesta quarta-feirauma queda de 19 por cento no lucro líquido trimestreal, maiorque a esperada, devido a um atraso num contrato militar e porproblemas no programa 787 Dreamliner. A maior vendedora de aeronaves do mundo e segundo maiorfornecedora do Pentágono registrou vendas menores nas operaçõescomercial e militar, mas manteve as previsões financeiras paraeste ano e o próximo citando forte demanda global por seusprodutos. A companhia e a Airbus, uma unidade da EADS, esperam que ospreços altos do petróleo incentivem a demanda por novasaeronaves mais eficientes, mas as ações das duas vêm sofrendopela preocupação de investidores sobre uma recessão global. Às 13h19 (horário de Brasília), as ações da Boeing recuavam3,9 por cento, para 66,56 dólares. Os papéis acumulavam umaqueda de 36 por cento desde o pico histórico alcançado há umano até o fechamento de terça-feira. A Boeing teve lucro líquido de 852 milhões de dólares, ou1,16 dólar por ação, ante 1,05 bilhão de dólares, ou 1,35 dólarpor ação, em igual período de 2007. A companhia registrou encargos de 248 milhões de dólarespor atrasos em uma aeronave que está construindo para aAustrália, conhecida como Wedgetail. Incluindo os encargos, Wall Street esperava ganho de 1,23dólar por ação, de acordo com a Reuters Estimates. A receita total caiu para 16,96 bilhões de dólares, abaixodos 17,28 bilhões de dólares esperados por analistas. A unidade comercial foi afetada por custos "absorvidos poroutros programas" devido ao último atraso no 787 Dreamliner--que agora está atrasado pelo menos 14 meses após uma sucessãode problemas de produção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.