Lucro da Braskem no 1º trimestre supera expectativas

A Braskem superou as expectativas dos analistas em relação ao seu resultado no primeiro trimestre de 2013 ao divulgar um lucro líquido de R$ 227 milhões, 9,24% acima da projeção média de profissionais que acompanham a petroquímica. As quatro casas consultadas pelo Broadcast (Bradesco Corretora, Citi, Itaú e JPMorgan), serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, apontavam em média para um lucro de R$ 207,8 milhões entre janeiro e março.

ANDRÉ MAGNABOSCO E LUANA PAVANI, Agencia Estado

09 de maio de 2013 | 10h13

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou em linha, registrando R$ 937 milhões no critério consolidado ante os R$ 930,5 milhões previstos. A receita líquida de R$ 9,296 bilhões no período também ficou próxima das estimativas, de R$ 9,594 bilhões. O Broadcast considera que o resultado está em linha com as projeções quando a variação para cima ou para baixo é de até 5%.

O ganho de R$ 227 milhões da Braskem no primeiro trimestre deste ano supera em 49% o registrado em igual período do ano passado, quando a empresa lucrou R$ 152 milhões. Segundo a Braskem, os principais fatores para essa expansão foram a maior geração de caixa e a redução da despesa financeira, influenciada pela apreciação cambial no período.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou em R$ 937 milhões no critério consolidado (ou US$ 470 milhões), um crescimento de 19% em reais e de 6% em dólares sobre o primeiro trimestre de 2012. A margem Ebitda aumentou de 9,8% para 10,1% na comparação entre primeiros trimestres.

A receita líquida alcançou R$ 9,296 bilhões, 15% acima do primeiro trimestre de 2012. Em dólares, foi de US$ 4,7 bilhões, 2% maior na mesma comparação. O resultado financeiro líquido no período foi uma despesa de R$ 107 milhões, semelhante ao primeiro trimestre de 2012 e 82% menor do que a de R$ 596 milhões no quarto trimestre, explicada pelo câmbio.

Tudo o que sabemos sobre:
Braskembalanço1º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.