ED FERREIRA/ESTADAO
ED FERREIRA/ESTADAO

Lucro da Caixa cresce 5,5% em 2014 e atinge R$ 7,1 bilhões

A carteira de crédito do banco alcançou R$ 605 bilhões em dezembro, um avanço de 22,4% em 12 meses; Jorge Hereda diz que transição do comando para Miriam Belchior será 'tranquila'

O Estado de S. Paulo

12 Fevereiro 2015 | 15h22

A Caixa Econômica Federal apresentou lucro líquido de R$ 7,1 bilhões no ano passado, montante 5,5% maior que o visto em 2013. no quarto trimestre, o resultado foi de R$ 1,8 bilhão, aumento de 5,1% ante igual período do ano anterior. A carteira de crédito da Caixa encerrou dezembro com R$ 605 bilhões, expansão de 5% ante setembro e de 22,4% em 12 meses. Ao final do ano, a participação do banco público chegou a 19,8%.

O presidente do banco, Jorge Hereda, afirmou que a transição do comando do banco para a ex-ministra Miriam Belchior será muito tranquila. "A transição está acontecendo e será muito tranquila até porque Miriam é minha amiga de longa data", disse ele, em coletiva de imprensa. De acordo com ele, a mudança na presidência da Caixa será publicada no Diário Oficial da União no próximo dia 23. 

O banco atingiu R$ 1,1 trilhão em ativos totais próprios, alta de 4,5% no trimestre e 24% no ano. O patrimônio líquido do banco foi a R$ 62,091 bilhões no quarto trimestre de 2014, aumento de 75,5% em um ano, porém, queda de 3,6% no comparativo trimestral. O retorno sobre o patrimônio foi a 15,2%.


"Ano passado, conseguimos ser o terceiro banco em ativos e o segundo em crédito, mantendo nossa liderança na habitação e cumprindo nossa estimativa em lucro em 2014, que foi ano difícil", disse o presidente da Caixa, Jorge Hereda. O crédito para habitação soma R$ 339,839 bi no 4tri14, alta de 25,7% em 12 meses.

A inadimplência, considerando os atrasos acima de 90 dias, passou de 2,30% em 2013 para 2,56% em 2014.

"Enxergamos na crise de 2009 uma oportunidade e ocupamos um espaço com a bandeira de ter melhor juros e estar do lado da sociedade, dando crédito para pessoas com capacidade de pagar. Estratégia tem ousadia da Caixa, mas tem retrato do ambiente e reforça acerto da nossa estratégia", completou Hereda.

Os ativos administrados somaram R$ 1,790 trilhão no quarto trimestre de 2014, aumento de 18,2% ante igual período de 2013. Na comparação trimestral, a alta foi de 3,4%.

O índice de Basileia da caixa, que mede o quanto o banco pode emprestar sem comprometer o seu capital, fechou 2014 em 16,07% ante 15,13% em 2013. O mínimo exigido pelo Banco Central é de 11%.

Mais conteúdo sobre:
caixa econômicalucrocrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.