Lucro da CSN sobe para R$1,03 bi no 2o trimestre

A Companhia Siderúrgica Nacional(CSN) teve lucro líquido de 1,03 bilhão de reais no segundotrimestre, ante lucro de 952 milhões de reais no mesmo períododo ano passado. O balanço da companhia, divulgado nesta quinta-feira,mostrou um lucro líquido de 1,8 bilhão de reais no primeirosemestre. Segundo comunicado, no primeiro semestre de 2007 acompanhia contou com dois efeitos positivos não recorrentes:255 milhões de reais pela participação da companhia no leilãoda siderúrgica Corus e a reversão de uma provisão de 328milhões de reais de PIS/Cofins. Sem esses efeitos, o crescimento do lucro do primeirosemestre de 2008 sobre 2007 seria de 59 por cento, salienta acompanhia. A siderúrgica encerrou o período de abril a junho com umlucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização(Ebitda, na sigla em inglês) de 1,702 bilhão de reais, frente a1,282 bilhão de reais no segundo trimestre de 2007. Com isso, a margem Ebitda da empresa subiu para 48 porcento das receitas, uma elevação de 5 pontos percentuais sobreo segundo trimestre de 2007. A receita líquida da empresa alcançou 3,555 bilhões dereais, cifra 19,5 por cento superior ao de igual trimestre doano passado. De acordo com o balanço, o setor automobilístico continuasendo o destaque do seu desempenho, com perspectivas otimistaspara os próximos meses. A produção de veículos cresceu 21,3 por cento no primeirosemestre sobre o mesmo período de 2007, disse a CSN. O período, entretanto, também foi bom para a indústria debens de capital, cujo faturamento cresceu 28 por cento dejaneiro a maio sobre 2007, e de construção civil, acrescentou acompanhia. (Reportagem de Taís Fuoco)

REUTERS

14 de agosto de 2008 | 19h56

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIACSNATUALIZA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.