Lucro da Dell cresce 15% com aumento da demanda do setor empresarial

Receita da empresa teve aumento de 22% no período, para US$ 15,5 bilhões

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

19 de agosto de 2010 | 18h21

O lucro da Dell no segundo trimestre cresceu 15% em relação ao resultado obtido no mesmo período do ano passado, diante de um aumento na demanda pelos produtos da companhia entre os clientes do setor empresarial, embora as margens tenham encolhido.

No trimestre encerrado em 30 de julho, o lucro da Dell somou US$ 545 milhões, ou US$ 0,28 por ação, de US$ 472 milhões, ou US$ 0,24 por ação, um ano antes. A receita da empresa aumentou 22%, para US$ 15,53 bilhões. A margem bruta encolheu para 16,6%, de 18,7%. Analistas consultados pela Thomson Reuters projetavam um lucro por ação de US$ 0,30 e uma receita de US$ 15,22 bilhões.

Segundo a Dell, a receita gerada com a venda de computadores pessoais cresceu 17% no segundo trimestre, acompanhada por um aumento de 21% na receita com vendas de dispositivos móveis - essencialmente notebooks. Para o terceiro trimestre, a companhia espera melhoras nas vendas para governos e para empresas. A Dell também estimou que a recuperação na demanda dos clientes corporativos "está em andamento e continuará nos próximos trimestres".

As ações da companhia - que fecharam em queda de 1,23% nesta quinta-feira - operavam em baixa de 2,24% no pós mercado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Delllucronotebooksreceita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.