Lucro da Duratex cresce 35,5% e atinge R$ 170,2 mi

A Duratex, fabricante de painéis de madeira, louças e metais sanitários, obteve lucro líquido de R$ 170,2 milhões no terceiro trimestre, alta de 35,5% em relação ao mesmo período de 2012, de acordo com balanço divulgado pela companhia na noite desta segunda-feira, 28.

CIRCE BONATELLI, Agencia Estado

28 de outubro de 2013 | 19h48

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 398,8 milhões, crescimento de 24,3% na mesma base de comparação. A margem Ebitda alcançou 38,8%, alta de 3,3 pontos porcentuais.

A companhia também reportou o Ebitda ajustado de R$ 310,4 milhões, expansão de 13,0%. O Ebitda ajustado considerou eventos não caixa advindos da variação do valor justo dos ativos biológicos e combinação de negócios, além dos eventos extraordinários e o efeito da descontinuação da operação argentina, Deca Piazza. A margem do Ebitda ajustado foi de 30,2%, queda de 0,2 ponto porcentual.

A receita líquida consolidada no terceiro trimestre totalizou R$ 1,027 bilhão, alta de 13,6%.

Em razão da descontinuidade das operações da controlada Deca Piazza, na Argentina, a Duratex segregou os valores oriundos da operação e os consolidou em linhas específicas - ativos não circulantes e passivos associados a ativos mantidos para venda, no balanço, e operações descontinuadas no demonstrativo de resultados. A medida tem o objetivo de atender ao CPC 31 (IFRS - ativo não circulante mantido para a venda e operação descontinuada).

Dessa forma, houve ajustes em resultados passados: segundo trimestre de 2013, terceiro trimestre de 2012 e acumulado de 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
Duratexbalanço3º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.