Lucro da E.ON supera expectativas e ações avançam

A companhia alemã E.ON, maior geradora de energia do mundo, anunciou nesta quarta-feira resultado superior às expectativas do mercado, ajudada por ganhos maiores com os clientes residenciais nos Estados Unidos e por sua unidade de energia europeia.

PETER DINKLOH, REUTERS

12 de agosto de 2009 | 10h40

A E.ON se juntou às principais companhias elétricas da Europa, como a francesa EDF, a italiana Enel e a britânica International Power, ao surpreender os investidores com resultados melhores que o esperado.

Uma série de companhias europeias do setor se beneficiou de fortes ganhos no exterior, enquanto a demanda menor e gastos maiores com combustível pressionaram as margens de lucro nos mercados locais.

A E.ON também melhorou sua meta para 2009, dizendo que agora vê o lucro líquido caindo de 5 a 10 por cento, em vez de 10 por cento, já que os juros e impostos serão menores que o previsto anteriormente.

O lucro antes de juros e impostos recuou 1 por cento, para 5,7 bilhões de euros (8,1 bilhões de dólares) nos seis primeiros meses do ano, superando estimativa média de 5,5 bilhões de euros em uma pesquisa da Reuters com 14 analistas.

Às 10h32 (horário de Brasília), as ações da E.ON avançavam 4,77 por cento, cotadas a 27,04 euros.

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASEONRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.