Lucro da francesa Total sobe 43% no 2º trimestre

A gigante francesa de petróleo Total, que tem parceria com a Shell no Brasil, divulgou um aumento de 43% no lucro líquido do segundo trimestre deste ano, em consequência de um crescimento da produção, dos preços mais elevados do petróleo e do fortalecimento do dólar. O lucro líquido da companhia foi de 3,1 bilhões de euros (US$ 4,03 bilhões) no período, ante 2,17 bilhões de euros registrados um ano antes.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

30 de julho de 2010 | 13h52

Já o lucro líquido ajustado ficou em 2,96 bilhões de euros, maior que o 1,72 bilhão de euros do ano anterior. O resultado superou a média das estimativas dos analistas, que esperavam um lucro de 2,67 bilhões de euros. A produção da Total aumentou 8% no segundo trimestre, para 2,36 bilhões de barris de petróleo equivalente por dia, de 2,18 bilhões de barris de petróleo equivalente por dia no ano passado. O ganho foi impulsionado por uma produção maior que o esperado dos cinco novos projetos que a companhia iniciou em 2009.

A produção da refinaria da Total recuou 2% no segundo trimestre, em comparação com o mesmo período do ano passado, mas subiu 7% em relação ao primeiro trimestre. No segundo trimestre, o indicador de margem de refino europeu ficou em US$ 31,2 por tonelada, de US$ 29,1 por tonelada no primeiro trimestre e US$ 17,1 por tonelada no mesmo período de 2009, informou a companhia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoTotalFrançabalançolucro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.