Lucro da General Mills cai 16% no trimestre fiscal

A fabricante norte-americana de alimentos industrializados General Mills registrou lucro de US$ 459 milhões (US$ 0,70 por ação) em seu primeiro trimestre fiscal, encerrado em 25 de agosto. O resultado representou uma queda de 16% ante o mesmo período do ano anterior, quando o lucro foi de US$ 548,9 milhões (US$ 0,82 por ação).

Agencia Estado

18 de setembro de 2013 | 18h57

Segundo a companhia, o lucro menor se deveu à forte base de comparação, já que no primeiro trimestre fiscal do ano passado o resultado foi impulsionado por alguns itens especiais. Excluindo-se esses itens, o lucro ajustado daquele período foi de US$ 0,66 por ação.

A receita aumentou 7,9% na mesma comparação, para US$ 4,37 bilhões, enquanto o volume de vendas cresceu 8%. Novas aquisições contribuíram com um aumento de 5 pontos porcentuais no volume de vendas.

Analistas consultados pela Thomson Reuters esperavam um lucro por ação de US$ 0,70 e uma receita de US$ 4,3 bilhões.

A margem bruta caiu de 40,2% para 36,9%.

No segmento de varejo norte-americano, a receita aumentou 3,6%, para US$ 2,8 bilhões. No segmento internacional, as vendas cresceram 22%.

O lucro da General Mills, que fabrica os cereais Cheerios e os vegetais congelados Green Giant, vinha crescendo nos últimos trimestres, em parte por causa das aquisições da companhia no exterior, que vinham compensando o aumento fraco das vendas nos EUA. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
General Mills

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.