Lucro da Glencore cai 8% com queda de preços

A gigante produtora de commodities Glencore International disse que seu lucro líquido atribuível a acionistas caiu 8% no primeiro semestre deste ano, para US$ 2,28 bilhões, na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo a companhia, a receita aumentou 15%, para US$ 108,96 bilhões. O lucro antes de juros, impostos e itens excepcionais (Ebit) recuou 24%, para US$ 2,51 bilhões. Os analistas tinham previsto um Ebit de US$ 2,40 bilhões, de acordo com um consenso compilado pela companhia.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

21 de agosto de 2012 | 09h28

Os lucros caíram devido principalmente à queda dos preços das commodities, o que levou o Ebit ajustado das atividades industriais a cair 32%, para US$ 1,39 bilhão. O Ebit ajustado das atividades de marketing recuou 11%, para US$ 1,12 bilhão, com metais, minérios e segmentos agrícolas apresentando forte desempenho. Os resultados do segmento de energia ficaram abaixo do desempenho relativamente forte mostrado no primeiro semestre de 2011.

A companhia elevou o dividendo interino em 8%, para US$ 0,054 por ação, o que refletiu uma confiança em seu mix de commodities, aumento de projetos "brown field", ou seja, em áreas onde já existiram outros projetos, e o fortalecimento de sua folha de balanço.

A Glencore disse também que está disposta a prosseguir com a proposta de fusão de iguais com a Xstrata, enquanto continua a lutar com alguns dos maiores acionistas da mineradora sobre qual é o valor certo para o negócio.

"Não é um acordo que precisa ser feito", afirmou o executiv-chefe da Glencore, Ivan Glasenberg. "Se não fizermos isso agora, nós podemos fazê-lo no futuro", acrescentou. Glasenberg, maior acionista da Glencore, tem defendido a fusão com a Xstrata há cinco anos. O negócio, se concluído, criará a quarta maior mineradora diversificada do mundo, com valor de mercado de cerca de US$ 66 bilhões.

O acordo, no entanto, está sob o risco de fracassar após o fundo de riqueza soberana Qatar Holding LLC, o segundo maior acionista da Xtrata, após a Glencore, com uma participação de 11,8% na mineradora, surpreender o os participantes do mercado em junho ao pedir para a Glencore elevar a oferta para 3,25 ações da companhia para cada ação da mineradora, da proposta atual de 2,8 ações. As informações são do Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Glencorebalançoprimeiro semestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.