Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Lucro da Heineken no 1º semestre fica acima do esperado

Ganho líquido da cervejaria cresceu para US$ 783 milhões com redução de custos

Reuters,

25 de agosto de 2010 | 09h25

A Heineken, terceira maior cervejeira do mundo, apresentou uma alta maior que a esperada no lucro líquido do primeiro semestre nesta quarta-feira, com a redução de custos ajudando a compensar menores vendas na Europa e nos Estados Unidos.

O grupo holandês afirmou que os volumes caíram 2,3%, mas a redução de custos, menores gastos com matéria prima e juros, assim como sua joint-venture, puxaram a alta de 17% no lucro líquido.

A empresa disse que seguirá cautelosa quanto ao consumo de cerveja na Europa e nos Estados Unidos, devido ao fraco gasto do consumidor e às planejadas medidas de austeridade, mas espera um aumento de volume na América Latina, África e Ásia.

Os resultados incluem dois meses de operações com a mexicana Femsa, adquirida para aumentar a exposição a mercados emergentes.

O lucro líquido antes de itens subiu para 621 milhões de euros (US$ 783,1 milhões), impulsionado por 104 milhões de euros em custos reduzidos, a maior parte na Europa. Analistas esperavam, em média, um lucro de 595 milhões de euros.

"O corte de custos foi melhor que o esperado, e a contribuição da Femsa também", disse Trevos Stirling, analista na Bernstein Research. "Não vejo motivo para o segundo semestre ser pior que o primeiro".

Tudo o que sabemos sobre:
ALIMENTOSHEINEKENRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.