Lucro da Johnson & Johnson aumenta 1,2% no 3º trimestre

Faturamento cai 8,1% nos EUA, mas grupo eleva sua previsão de lucro para este ano para US$ 4,59 por ação

Marcílio Souza, da Agência Estado,

13 de outubro de 2009 | 09h59

A Johnson & Johnson obteve lucro líquido de US$ 3,35 bilhões (US$ 1,20 por ação) no terceiro trimestre deste ano, um aumento de 1,2% em comparação com o lucro de US$ 3,31 bilhões (US$ 1,17 por ação) registrado em igual período do ano passado. A receita caiu 5,3% entre os períodos, por causa da concorrência com medicamentos genéricos e de oscilações cambiais, para US$ 15,08 bilhões.

 

Analistas consultados pela Thomson Reuters previam lucro de US$ 1,13 por ação e receita de US$ 15,22 bilhões. O grupo elevou sua previsão de lucro para este ano para algo entre US$ 4,54 e US$ 4,59 por ação. A meta anterior, anunciada pela primeira vez em janeiro e reiterada a partir de então, era de lucro de US$ 4,45 a US$ 4,55 por ação. As ações do grupo, que integram o índice Dow Jones, caíam 1,8% no pré-mercado às 9h30 (de Brasília).

 

O faturamento do grupo caiu 8,1% nos EUA e 2,5% fora do país. As vendas de medicamentos diminuíram 14% por causa do impacto dos genéricos; nos EUA, a receita desse segmento registrou declínio de 19%. A unidade de cuidados com a saúde teve queda de 2,7% das vendas, mas a de aparelhos, que inclui lentes de contato e faixas para testes de diabetes, teve aumento de 2,3% de seu faturamento. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Johnson & Johnsonlucrotrimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.