Lucro da Oracle cresce no trimestre, mas ações despencam

Vendas de hardware da empresa de softwares teve uma queda de 14% no 2º trimestre fiscal

Agência Estado,

20 de dezembro de 2011 | 20h21

NOVA YORK - O lucro líquido da Oracle cresceu 17% no segundo trimestre fiscal de 2011 apesar de um declínio de 14% nas vendas de hardware da empresa de softwares. Trata-se da terceira queda consecutiva nas vendas de hardware da Oracle em termos anuais, segundo balanço divulgado hoje.

Às 20h11, as ações da Oracle caíam 10,22% no after-hours, a US$ 26,19. Os papéis da companhia fecharam o pregão regular em alta de 1,94%, a 29,17 por ação.

O lucro no trimestre encerrado em 30 de novembro foi de US$ 2,19 bilhões (US$ 0,43 por ação), de US$ 1,87 bilhões (US$ 0,37 por ação) no mesmo trimestre do ano anterior. Excluídos itens como amortização e compensações, o lucro passou de US$ 0,51 para US$ 0,54 por ação. A receita total, por sua vez, aumentou 2,4%, para US$ 8,79 bilhões. Em setembro, a Oracle havia previsto ganhos de US$ 0,56 a US$ 0,58 por ação a crescimento de 5% a 9% na receita.

Ao mesmo tempo, as receitas com novas licenças subiram 2,4%, enquanto as receitas totais com softwares aumentaram 6,9%. O segmento de serviços da empresa, por sua vez, registrou aumentou de 0,4% nas receitas.

O lucro da Oracle tem crescido nos últimos trimestres, em parte por conta da aquisição, no início do ano passado, da Sun Microsystems, além de aumento nas receitas com novas licenças e, em menos medidas, com serviços. 

As informações são da Dow Jones. (Ricardo Gozzi)

Tudo o que sabemos sobre:
Oracle

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.