Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Lucro da PetroChina sobe 29% no 1º semestre

A PetroChina, a maior petroleira em capacidade com ações listadas em bolsa da China, informou que seu lucro líquido aumentou 29% no primeiro semestre, na comparação com o mesmo período do ano passado. O resultado foi impulsionado pelo aumento dos preços do petróleo e pela forte demanda que compensaram a queda das margens de refino. O lucro líquido da companhia totalizou 65,33 bilhões de yuans (US$ 9,60 bilhões), ante os 50,50 bilhões de yuans do primeiro semestre de 2009.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

26 de agosto de 2010 | 12h07

O resultado ficou abaixo da previsão dos analistas, que esperavam lucro de 68,60 bilhões de yuans. A receita da companhia aumentou 65% nos primeiros seis meses do ano, para 684,80 bilhões de yuans, ante os 415,28 bilhões de yuans do mesmo período de 2009. Já o negócio de exploração e produção da PetroChina registrou um lucro operacional de 73,37 bilhões de yuans no primeiro semestre de 2010, um aumento acentuado em relação aos 37,64 bilhões de yuans no mesmo período de 2009. O preço médio de vendas do petróleo bruto produzido pela companhia aumentou para US$ 72,42 por barril, de US$ 42,46.

De acordo com a companhia, o negócio de refino registrou queda de 68% no lucro operacional, para 5,46 bilhões de yuans, de 17,19 bilhões de yuans, como resultado do controle governamental sobre os preços dos combustíveis. A PetroChina propôs um dividendo de 0,16063 yuan no primeiro semestre, uma alta em relação ao 0,12417 yuan do mesmo período de 2009.

A companhia anunciou que está procurando por oportunidades de negócios no exterior a fim de impulsionar seu crescimento no longo prazo. Segundo o presidente da PetroChina, Zhou Jiping, a empresa pretende reforçar a cooperação com a British Petroleum (BP), tanto na China quanto no exterior. Já o vice-presidente da PetroChina, Li Hualin, confirmou que a empresa está negociando com a ConocoPhillips um projeto de desenvolvimento de gás de xisto. No início deste mês, foi relatado que a ConocoPhillips está em negociações avançadas com a PetroChina sobre o desenvolvimento de gás de xisto na província de Sichuan, no sudoeste da China. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoChinaPetroChinabalançolucro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.