Lucro da Pfizer cai, atingido por recuo nas vendas do Lipitor

A Pfizer anunciou nesta quinta-feirauma queda pior que a esperada no lucro trimestral, afetada pordiminuição nas vendas do medicamento para colesterol Lipitor epela concorrência de genéricos. A maior companhia farmacêutica do mundo informou que olucro líquido do primeiro trimestre caiu 18 por cento, para2,78 bilhões de dólares, ou 0,41 dólar por ação, ante 3,39bilhões de dólares, ou 0,48 dólar por ação, quando sofreugrande encargo de reestruturação. Excluindo fatores excepcionais, a Pfizer teve lucro de 0,61dólar por ação. Nessa base, analistas consultados pela ReutersEstimates previam ganho de 0,66 dólar em média. "O não cumprimento das expectativas parecem ter sido amplo,da linha principal às despesas", informou a analista do MorganStanley Jami Rubin, em relatório. Ela informou que as vendas doLipitor ficaram 300 milhões de dólares abaixo de suas previsõese que isso foi o principal motivo para a queda no lucro. A Pfizer informou que ainda espera lucro no ano de 2,35 a2,45 dólares por ação, excluindo itens extraordinários. Issorepresentaria crescimento de 6,8 a 11,3 por cento que deve sergerado com um agressivo programa de cortes de custos que jáeliminou mais de 10 mil empregos da companhia. As vendas globais do Lipitor, medicamento mais vendido domundo, caíram 7 por cento para 3,1 bilhões de dólares. NosEstados Unidos, as vendas da droga recuaram 18 por cento apesarda ampla publicidade desde janeiro sobre o fracasso do Vytorin,droga rival vendida pela Schering-Plough e Merck . O faturamento global no primeiro trimestre caiu cinco porcento para 11,85 bilhões de dólares, perto dos 12,06 bilhõesprevistos pela pesquisa da Reuters Estimates. As vendas teriamcaído 10 por cento se não fosse pela fraqueza do dólar, queeleva o valor das vendas internacionais quando convertidas devolta à moeda norte-americana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.