Lucro da Shell sobe 33%, favorecido por alta do petróleo

Alta do petróleo compensou a perda de produção em virtude de conflitos na Nigéria

Clarissa Mangueira, Agência Estado

31 de julho de 2008 | 09h51

A petrolífera Royal Dutch Shell PLC disse, nesta quinta-feira, que registrou uma alta de 33% no seu lucro líquido durante o segundo trimestre, à medida que a alta dos preços do petróleo mais que compensou a perda de produção em virtude de conflitos ocorridos na Nigéria e o enfraquecimento das condições de refino.   A companhia anunciou um lucro líquido de US$ 11,6 bilhões, ou US$ 1,87 por ação, no período, comparado com US$ 8,67 bilhões, ou US$ 1,38 a ação, no mesmo trimestre de 2007.   O lucro líquido, com base no custo corrente de fornecimento (CCS, na sigla em inglês), foi de US$ 7,90 bilhões no segundo trimestre, comparado com US$ 7,56 bilhões do mesmo intervalo do ano passado. O resultado ficou abaixo das estimativas dos analistas de um ganho de US$ 8,22 bilhões.   A receita da petrolífera aumentou 55% no segundo trimestre, para US$ 131,4 bilhões, ante US$ 84,9 bilhões no mesmo intervalo de 2007. Os números trimestrais são praticamente equivalentes ao Produto Interno Bruto (PIB) da Nigéria no ano passado (US$ 131,6 bilhões). As informações são da Dow Jones. (Clarissa Mangueira)

Tudo o que sabemos sobre:
shelllucrospetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.