Lucro da Starbucks sobe 19% no 3º trimestre fiscal

A rede de cafeterias norte-americana Starbucks anunciou nesta quinta-feira um lucro de US$ 333,1 milhões, ou US$ 0,43 por ação, no terceiro trimestre fiscal, encerrado em 1º de julho. O resultado é 19% maior do que os US$ 279,1 milhões, ou US$ 0,36 por ação, registrados no mesmo período do ano passado. Segundo a companhia, o aumento é resultado da expansão das margens de lucro e do fortalecimento de suas vendas no mercado asiático.

JOSÉ ROBERTO GOMES, Agencia Estado

26 de julho de 2012 | 18h11

A receita líquida avançou 13%, para US$ 3,3 bilhões. Já a margem operacional subiu de 13,7% para 14,9%. Analistas consultados pela agência Thomson Reuters previam lucro de US$ 0,45 por ação e uma receita na casa dos US$ 3,33 bilhões. As vendas cresceram 6% no último trimestre. Na região América (Estados Unidos, Canadá e América Latina), esse aumento foi de 7%, enquanto na China e na Ásia Pacífico as vendas avançaram 12%. Na Europa, as vendas permaneceram estáveis.

Os resultados ficaram abaixo do esperado. Agora, a Starbucks espera um lucro de US$ 0,44 a US$ 0,45 por ação no quarto trimestre fiscal, abaixo da projeção anterior, de US$ 0,46 a US$ 0,47 por ação. "Reduzimos nossas expectativas, refletindo as dificuldades decorrentes da crise econômica internacional enfrentadas pelas revendedoras", disse o diretor financeiro da companhia, Troy Alstead.

Para o ano fiscal 2013, a Starbucks prevê um lucro entre US$ 2,04 e US$ 2,14 por ação, valores bem abaixo das projeções de analistas ouvidos pela Thomson Reuters, que esperam um lucro por ação de US$ 2,28. A Starbucks tem procurado descentralizar seus negócios dos Estados Unidos com o objetivo de se tornar uma potência global no ramo de cafeterias. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Starbucksbalanço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.