Lucro do BNDES cresce 26,8% para R$ 6,7 bi em 2009

Número contrariou previsões de lucro mais baixo feitas pelo próprio presidente do banco, Luciano Coutinho, no ano passado

Alexandre Rodrigues, da Agência Estado,

18 de fevereiro de 2010 | 16h43

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro de R$ 6,7 bilhões em 2009, um resultado 26,8% maior que o de 2008, de R$ 5,3 bilhões. O número contrariou previsões de lucro mais baixo feitas pelo próprio presidente do banco, Luciano Coutinho, no ano passado. Em entrevista coletiva na sede do banco, no Rio, ele explicou que apesar da redução de spreads (diferença entre a taxa de captação de recursos e os juros cobrados dos clientes) para suprir a escassez de crédito do mercado por conta da crise financeira, principal instrumento anticíclico do BNDES, o crescimento no volume de operações acabou levando a um resultado positivo para o banco.

Segundo o BNDES, o principal componente do lucro do ano passado foi o resultado bruto da intermediação financeira, que passou de R$ 3,9 bilhões em 2008 para R$ 5,8 bilhões em 2009. O resultado também foi favorecido pela reversão de provisões para processos judiciais civis da ordem de R$ 600 milhões. No entanto, o resultado com investimentos em renda variável caiu de R$ 4,6 bilhões em 2008 para R$ 1,2 bilhão em 2009.

De acordo com Coutinho, o braço de participações do banco (BNDESPar) reduziu as vendas de ações no ano passado, por causa do ambiente desfavorável provocado pela crise no mercado, principalmente no primeiro semestre. Ele afirmou que a tendência é que o banco volte a vender mais papéis este ano, com a melhora do ambiente econômico.

Tudo o que sabemos sobre:
banco, BNDES, lucro, resultados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.