Lucro do Carrefour cai 74% em 2009, para US$ 441,7 mi

O lucro líquido da varejista francesa Carrefour despencou 74% no ano passado, para 327 milhões de euros (US$ 441,7 milhões), de 1,27 bilhão de euros em 2008, prejudicado por um declínio nas vendas e por grandes despesas com a reestruturação de suas operações. O lucro com operações caiu 16%, para 2,78 bilhões de euros, em linha com as projeções da própria empresa. Em comunicado, a companhia afirmou que entre seus objetivos para 2010 está se concentrar na geração de caixa, com uma "contínua seletividade nos investimentos, em cerca do mesmo nível de 2009", e destacou como uma das prioridades a expansão no Brasil e na China.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

19 de fevereiro de 2010 | 13h41

A segunda maior varejista do mundo, atrás apenas da norte-americana Wal-Mart, foi duramente atingida pela crise financeira global e tem se esforçado para lidar com a estagnação dos negócios na França e na Europa. Na América Latina, porém, as vendas do Carrefour continuaram fortes no ano passado, impulsionadas pelo crescimento no conceito mesmas lojas (aquelas em funcionamento há pelo menos um ano) no Brasil e na Argentina.

Para tentar superar os problemas, o executivo-chefe do Carrefour, Lars Olofsson, tem colocado em prática um amplo programa de reestruturação, incluindo o fechamento de lojas na Itália, novos produtos de marca própria nas lojas francesas, corte de preços e redução de custos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
varejo, Carrefour, balanço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.