Lucro do Credit Suisse cai e companhia vai cortar vagas

O Credit Suisse Group informou que vai cortar 4% de sua força de trabalho para reduzir os gastos, depois de anunciar que seu lucro líquido caiu mais da metade no segundo trimestre deste ano. Os ganhos somaram 768 milhões de francos suíços (US$ 956,6 milhões), de 1,59 bilhão de francos suíços no mesmo período do ano passado, e ficaram abaixo das estimativas dos analistas ouvidos pela Dow Jones, que eram de 1,03 bilhão de francos suíços.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

28 de julho de 2011 | 12h20

Os cortes anunciados envolvem mais de 2 mil empregos e fazem parte de um plano que vai gerar cerca de 450 milhões de francos suíços em despesas com reestruturação neste ano. O banco vai reformular seus negócios, especialmente no segmento de banco de investimento, para se alinhar com o fraco mercado de títulos. O movimento marca uma mudança no curso do banco, que vinha agressivamente contratando e tomando negócios de rivais enfraquecidos pela crise global.

A receita do Credit Suisse com suas operações principais caiu 25% no segundo trimestre deste ano, para 6,33 bilhões de francos suíços, sobre o mesmo período do ano passado. A divisão de banco privado também sofreu com a valorização do franco suíço, que afetou negativamente a receita, o lucro e os ativos denominados em outras moedas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Credit Suisselucrovagascorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.