Lucro do espanhol Santander cai 38% no 2º trimestre

O espanhol Banco Santander - o maior da zona do euro em valor de mercado - registrou queda de 38% no lucro líquido no segundo trimestre deste ano, para 1,39 bilhão de euros (US$ 2,01 bilhões), de 2,23 bilhão de euros no mesmo período do ano passado. O resultado ficou abaixo das estimativas dos analistas de 2,07 bilhões de euros. Às 8h (de Brasília), as ações do banco caíam 2,69% na Bolsa de Madri.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

27 de julho de 2011 | 08h23

No entanto, os cálculos dos analistas não levaram em conta uma despesa de 620 milhões de euros para cobrir potenciais queixas de clientes do Reino Unido para os quais foram vendidas de forma equivocada apólices de seguros para proteção de pagamentos.

Os resultados principais do Santander foram fortes, embora o banco tenha registrado um aumento nas provisões contra empréstimos ruins na Espanha e no Brasil. O lucro líquido de juros, principal fonte de renda do Santander, subiu 3,5%, para 7,64 bilhões de euros, levemente acima das estimativas de 7,59 bilhões de euros. A renda com tarifas cresceu 9,9%, para 2,73 bilhões de euros.

O Santander continuou crescendo saudavelmente na América Latina durante o segundo trimestre, mas a um ritmo mais lento do que nos trimestres anteriores. O lucro do banco na região durante o primeiro semestre deste ano aumentou 16%, para 2,46 bilhões de euros. Os negócios domésticos na Espanha continuaram pesando sobre os ganhos, que caíram 17% na divisão da Europa continental no primeiro semestre, para 1,87 bilhão de euros.

Daragh Quinn, analista da Nomura, destacou, em uma nota a clientes, a contínua deterioração da qualidade dos ativos do banco na Espanha e no Brasil. "Enquanto maiores perdas com empréstimos podem ser esperadas na Espanha, o aumento no prêmio de risco no Brasil (para mais de 700 pontos-base neste trimestre) provavelmente vai ampliar as preocupações com as perspectivas", disse Quinn. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.