Brendan MdDermid/ Reuters
Brendan MdDermid/ Reuters

Lucro do Goldman Sachs despenca 82% no 2º trimestre, para US$ 613 milhões

Na semana passada, banco fez acordo de US$ 550 mi com a SEC para encerrar processo em que é acusado de enganar clientes 

Economia & Negócios,

20 de julho de 2010 | 09h26

O banco norte-americano Goldman Sachs informou lucro líquido de US$ 613 milhões no segundo trimestre (ou US$ 0,78 por ação), ante US$ 3,44 bilhões (ou US$ 4,93 por ação) em igual período de 2009, um recuo de 82%.

No primeiro semestre, o lucro por ação ordinária diluída foi de US$ 5,59. As ações do banco caem 3,4% no pré-mercado.

Excluindo o impacto de US$ 600 milhões relacionados ao imposto sobre holerites dos bancos no Reino Unido e US$ 550 milhões relacionados a um acordo com a SEC, o ganho por ação ordinária diluída foi de US$ 2,75 no segundo trimestre. A receita líquida foi de US$ 8,84 bilhões no segundo trimestre.

Receita e lucro por ação moderados decepcionam

Analistas ouvidos pela Thomson Reuters esperavam lucro de US$ 2,08 a partir de US$ 8,94 bilhões em receitas.

Alguns traders apontaram que o alta moderada do lucro excluindo despesas extraordinárias em relação ao previsto decepcionou investidores que estão acostumados com grandes surpresas no resultado do banco.

As receitas do banco com operações com ativos de renda fixa e investimentos, que respondem pela maior parte dos negócios da instituição, caíram 39% no segundo trimestre. As receitas do banco de investimento cederam 36% e as receitas com administração de ativos e com receitas com ações recuaram 11%.

(Com agência internacionais)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.