Lucro do Santander é atingido por novas regras do BC da Espanha

Avaliação ocorre por conta do encargo maior que o esperado sobre ativos imobiliários em carteira

Reuters,

28 de outubro de 2010 | 07h37

O Santander, maior banco da zona do euro, anunciou nesta quinta-feira que o lucro de 2010 vai ficar abaixo das expectativas do mercado por conta de encargo maior que o esperado relacionado aos efeitos de novas regras contábeis do Banco da Espanha sobre ativos imobiliários em carteira.

O banco registrou uma queda de 9,8% no lucro líquido de nove meses, depois de um impacto de 472 milhões de euros (US$ 652 milhões) gerado por provisões. A reserva cumpre regras espanholas que foram endurecidas depois de uma grave crise imobiliária que atingiu o país e provocou a pior recessão em meio século.

Ao final de julho, o Santander estimava que o impacto das novas regras seria de cerca de 400 milhões de euros.

Anteriormente, o Santander havia informado que esperava que o lucro líquido de 2010 ficaria em linha com o obtido em 2009, quando teve um ganho de 8,9 bilhões de euros.

"As tendências fundamentais estão sólidas, mas os números pareceram fracos à primeira vista e isso não é um catalisador positivo", disse Arturo de Frias, analista no Evolution Securities.

O lucro líquido dos nove meses do Santander somou 6,08 bilhões de euros ante expectativa média de analistas consultados pela Reuters de 6,42 bilhões de euros.(Sonya Dowsett)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.