Lucro global do Santander cai 26% no 3º trimestre, a € 1,64 bilhão

Já no período de janeiro a setembro, o Brasil foi o maior contribuinte para os ganhos do banco, fornecendo 25% do lucro, ou € 785 milhões 

Danielle Chaves, da Agência Estado,

28 de outubro de 2010 | 08h06

O espanhol Banco Santander anunciou queda de 26% no lucro líquido no terceiro trimestre deste ano, para 1,64 bilhão de euros (US$ 2,26 bilhões), em comparação com 2,22 bilhões de euros no mesmo período do ano passado. O Santander informou também que nos nove primeiros meses deste ano o lucro caiu 9,8%, para 6,08 bilhões de euros. O Brasil foi o maior contribuinte para os ganhos do Santander entre janeiro e setembro, fornecendo 25% do lucro, ou 785 milhões de euros. O Reino Unido registrou lucro de 527 milhões de euros no período e a América Latina, excluindo Brasil, teve 537 milhões de euros em lucro.

A renda líquida de juros subiu 8,4% no terceiro trimestre, para 7,40 bilhões de euros, sustentada pelo crescimento no Brasil e no Reino Unido. Os analistas ouvidos pela Dow Jones previam renda líquida de juros de 7,37 bilhões de euros. Os negócios do Santander na Europa continental - incluindo Espanha e Portugal - contribuíram com apenas 423 milhões de euros para os ganhos no terceiro trimestre, pressionados por uma despesa extraordinária com provisões contra perdas.

As provisões contra perdas com empréstimos subiram para 2,94 bilhões de euros no terceiro trimestre, de 2,57 bilhões de euros um ano antes, principalmente por causa de mudanças nas regras na Espanha. O Banco da Espanha está pedindo que os bancos do país reconheçam integralmente os prejuízos com empréstimos 12 meses após o vencimento, em vez do período de até seis anos permitido antes.

A meta do Santander para todo o ano, anunciada em junho, era alcançar um lucro similar ao do ano passado, quando obteve 8,89 bilhões de euros. No entanto, essa meta não deverá ser atingida. O Santander informou que registrou encargos de 472 milhões de euros no terceiro trimestre, em razão das provisões contra perdas com empréstimos na Espanha em seguida à recente mudanças das regras bancárias.

Ainda assim, o Santander disse que vai manter a promessa de pagar dividendo em 2010 de 0,60 euro por ação, o mesmo valor do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.