Lucro líquido da Cemig desaba 96% no 3º tri, para R$29 mi

O grupo mineiro de eletricidade Cemig teve forte queda do lucro líquido no terceiro trimestre, afetada pelos resultados da Madeira Energia, controlada que investe no projeto de construção da usina de Santo Antônio, em Rondônia.

REUTERS

13 de novembro de 2014 | 20h02

O lucro líquido da Cemig foi de 29,06 milhões de reais no terceiro trimestre, queda de 96 por cento ante o obtido no mesmo período do ano passado, de 788,84 milhões de reais.

Segundo a empresa, durante a fase de desenvolvimento do projeto de Santo Antônio, a controlada Madeira Energia tem tido prejuízos recorrentes. A Cemig reconheceu resultado de equivalência patrimonial negativo de 328,9 milhões de reais relativo à sua participação na controlada.

A receita consolidada somou 3,8 bilhões de reais no terceiro trimestre, alta de 8,07 por cento na comparação anual, com alta de 11,4 por cento do fornecimento bruto de energia elétrica.

O resultado financeiro líquido ficou negativo em 213 milhões de reais, alta de 78,6 por cento.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de 513,1 milhões de reais, queda de 60,2 por cento ante mesmo período de 2013.

A empresa atribuiu a redução do Ebitda à queda de 129,34 por cento do resultado da equivalência patrimonial, decorrente do resultado negativo da Madeira Energia, associada ao crescimento nos custos e despesas operacionais.

(Por Alberto Alerigi Jr. e Luciana Bruno)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIACEMIGRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.