Lucro maior das empresas traz recuperação para IRPJ, diz Receita Federal

Arrecadação do Imposto em abril deste ano foi 5,76% maior que em abrilde 2008

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

18 de maio de 2010 | 12h45

O coordenador geral de Estudos, Previsão e Análise da Receita Federal, Victor Augusto Lampert, disse há pouco que em abril, pela primeira vez, o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) registrou crescimento em relação ao mesmo período do ano passado sem as influências do desempenho econômico de 2009.

Segundo ele, o IRPJ foi o último tributo a se recuperar dos efeitos da crise econômica. Ele informou que a arrecadação do Imposto em abril deste ano foi 5,76% maior que em abril de 2008, quando não havia ainda o efeito da crise na arrecadação. "É sinal que as empresas voltaram a ter uma lucratividade expressiva", comentou o secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo.

Lampert destacou que a arrecadação federal tem registrado o nível recorde independente do fim das desonerações tributárias. Ele informou que a arrecadação no primeiro quadrimestre superou em valores nominais R$ 39,383 bilhões o valor arrecadado no mesmo período de 2009.  Desse montante, segundo ele, apenas R$ 483 milhões foram resultado do fim das desonerações. "A arrecadação é a economia como um todo", disse Lampert.

Ele destacou como fatores que ajudaram no crescimento da receita o aumento da produção industrial, do volume de vendas e da massa salarial.

Tudo o que sabemos sobre:
Imposto de Rendaempresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.