Lula diz que só falará com Meirelles sobre saída do BC na próxima semana

Em entrevista no Itamaraty, presidente afirmou que a decisão de ser candidato só depende de Meirelles

Leonencio Nossa, da Agência Estado,

24 de março de 2010 | 15h32

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse há pouco que conversará só na próxima semana com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, sobre a sua possível saída para disputar as eleições. Em entrevista no Itamaraty, Lula afirmou que a decisão só depende de Meirelles. "Não sei se ele quer ser candidato", disse o presidente.

 

Na conversa com jornalistas, Lula disse, bem humorado, que, quando é o presidente que quer que o ministro saia do governo, sempre há "um trauma, uma choradeira". "Vocês (jornalistas) falam: 'fulano está sendo cozinhado ou fritado'. Agora, quando é o ministro que quer sair, ele não está preocupado com você. Ele só comunica: 'estou fora'", disse.

 

A uma pergunta sobre se ainda gostaria que Meirelles fosse o vice na chapa de Dilma Rousseff, Lula respondeu: "veja, vamos ser francos gente. Não vamos brincar com coisa séria, porque não existe desejo do Lula de fazer o vice da Dilma", disse. "O vice da Dilma é da Dilma. Dela e dos partidos que compõem a aliança política", completou.

 

O presidente disse que, quando disputou as duas últimas eleições presidenciais, ele mesmo escolheu seu vice, que foi José Alencar. "Agora, pelo amor de Deus, eu já escolhi a candidata. Escolher o vice também seria demais", disse, destacando que Dilma tem autonomia para decidir quem será seu companheiro de chapa.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaMeirelleseleiçõesBanco Central

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.