Lula fala em defasagem no preço atual da gasolina

'O petróleo custava US$ 30 e hoje está em US$ 120', lembra presidente, ao mencionar estabilidade da gasolina

Reuters,

25 de abril de 2008 | 17h54

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira, 25, que há uma discrepância entre os valores internacionais do petróleo e o preço da gasolina no Brasil, acrescentando não saber se ocorrerá um aumento no preço do combustível. "O petróleo custava US$ 30 o barril e hoje está em US$ 120. E a última vez que aumentou a gasolina (no Brasil) foi em 2005, portanto, temos uma defasagem", afirmou o presidente a jornalistas, ao participar da inauguração de uma nova unidade da petroquímica Braskem na cidade de Paulínia (SP). "Eu não sei se vai aumentar a gasolina. Essa discussão tem que passar pelo governo. Por enquanto, não recebi nenhuma informação", afirmou Lula, acrescentando que existe uma preocupação com a implicação inflacionária de um eventual aumento.

Tudo o que sabemos sobre:
Combustíveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.