Madero e ISH Tech desistem de entrar na bolsa

Madero e ISH Tech desistem de entrar na bolsa

O número de desistências de IPO na B3 chega a 12 só no mês de janeiro de 2022

Altamiro Silva Junior, O Estado de S.Paulo

25 de janeiro de 2022 | 11h20

A rede de restaurantes Madero e a ISH Tech, empresa de cibersegurança do Espírito Santo, desistiram de fazer uma abertura de capital (IPO, na sigla em inglês) na B3. Com estas duas companhias, já são 12 desistências de IPO só este mês, com os investidores pouco dispostos a tomar risco de empresas novas no mercado, por conta da alta de juros. A Corsan, estatal de saneamento do Rio Grande do Sul, também deve adiar sua oferta, segundo fontes.

O Madero conseguiu em novembro de 2021 um aporte de R$ 300 milhões de um de seus maiores sócios, o fundo americano Carlyle. Com isso, ganhou novo fôlego financeiro ao menos até julho deste ano. O plano inicial era buscar dinheiro na Bolsa, por meio do IPO para fazer frente à dívida, que saltou para R$ 1 bilhão com a pandemia.

A rede de restaurantes recebeu, no dia 17 de novembro, o registro de empresa aberta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), mas não conseguiu chegar à B3. O IPO estava previsto para acontecer entre outubro e novembro, foi adiado para janeiro e, com o ambiente ainda ruim para ofertas, foi deixado para um outro momento. 

A ISH Tech, com sede em Vitória, está no mercado há 25 anos. Em agosto, havia feito o pedido na CVM para o IPO, que em seguida foi adiado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.