Maersk tem prejuízo maior que o esperado no 1o semestre

O grupo dinamarquês Moller-Maersk anunciou prejuízo líquido maior que esperado no primeiro semestre, conforme as taxas de frete, volumes e os preços do petróleo caíram. A companhia informou ainda que os resultados da segunda metade do ano devem ser semelhantes.

REUTERS

21 de agosto de 2009 | 08h56

O maior grupo de transporte de contâineres do mundo teve prejuízo líquido de 3,02 bilhões de coroas dinamarquesas (577 milhões de dólares), ante lucro de 11,98 bilhões um ano antes, ficando atrás da estimativa média de analistas de perda de 2,91 bilhões de coroas dinamarquesas.

Ainda assim, o presidente-executivo do grupo, Nils Smedegaard Andersen, vê alguns sinais de melhora, com os volumes de embarque e as taxas começando a subir.

"A economia global está caminhando para uma situação melhor --estamos esperando crescimento daqui pra frente e o pior ficou para trás", afirmou Andersen a analistas em uma conferência.

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASMAERSKRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.