Manifestantes na Grécia voltam a entrar em confronto com a polícia

No segundo dia de uma greve de 48 horas, manifestantes diziam estar determinados a impedir a votação 

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

29 de junho de 2011 | 07h57

Confrontos voltam a ocorrer entre manifestantes e a polícia nesta manhã em várias regiões de Atenas, enquanto os parlamentares votam o plano de austeridade que evitará o calote da dívida grega. No segundo dia de uma greve de 48 horas, manifestantes diziam estar determinados a impedir a votação.

No começo do dia, a polícia conteve 400 manifestantes próximo ao Hotel Hilton, no centro de Atenas, que caminhavam em direção a praça Syntagma, onde está o Parlamento, utilizando gás lacrimogêneo, segundo testemunhas. Ontem, a polícia também utilizou o gás para dispersar cerca de 10 mil manifestantes e evitar que se aproximassem do Parlamento. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciagreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.