Mantega cancela anúncio do programa de incentivo ao carro elétrico

Presidente Lula teria pedido mais estudos sobre o tema, para conhecer melhor a proposta antes dadivulgação

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

25 de maio de 2010 | 14h05

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, acaba de cancelar o anúncio do programa de desenvolvimento do carro elétrico no Brasil. A decisão foi tomada após o ministro ter se reunido com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pediu mais estudos sobre o tema. O presidente haveria dito que quer conhecer melhor a proposta antes da divulgação.

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvino Belini, afirmou que Mantega disse aos empresários que as discussões para uma política de desenvolvimento do carro elétrico no Brasil vão continuar.

Cinco minutos antes do anúncio da nova política, Mantega desistiu de dar entrevista coletiva. O auditório do ministério estava lotado de empresários do setor automotivo e de representantes do próprio governo.

Para Belini, o adiamento de uma ou duas semanas não vai atrapalhar o projeto no Brasil. Por isso, segundo ele, o setor mantém a expectativa alta em relação ao programa. "Continuaremos estudando para formular uma política de 10 ou 20 anos", afirmou. Belini disse ainda que entende "perfeitamente" a decisão do governo de que o tema precisa ser aprofundado.

Tudo o que sabemos sobre:
carroelétricoAnfaveadiscussão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.