Mantega diz que custo da produção do tablet cairá 31%

Segundo ministro, queda ocorrerá em função da desoneração de IPI, PIS e Cofins e Imposo de Importação 

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

23 de maio de 2011 | 13h35

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta segunda-feira, 23, que a inclusão dos tablets entre os itens beneficiados pela chamada Lei do Bem irá reduzir o custo de produção destes equipamentos em 31%, em função da desoneração de IPI, PIS e Cofins e Imposto de Importação. "Com isso, o custo do tablet será igual lá fora, o que torna o Brasil atraente para a fabricação do tablet", disse Mantega. "Vamos incentivar quem vier produzir no Brasil",disse.

O governo editou nesta segunda-feira uma medida provisória concedendo incentivos fiscais para as empresas que seguirem o Processo Produtivo Básico (PPB) que será publicado nos próximos dias. O PPB estabelecerá o porcentual de componentes nacionais que devem ser usados na fabricação dos tablets no Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.