Marcas regionais ganham espaço nos supermercados

O peso das marcas regionais entre os produtos líderes vendidos nos supermercados brasileiros aumentou. Neste ano, 95 empresas regionais ocupam a segunda ou a primeira posição em vendas de alimentos, bebidas, artigos de higiene, limpeza e bazar, aponta a 38.ª Pesquisa Nacional de Reconhecimento de Marcas, feita pela revista ?Supermercado Moderno?. Em 2009, 84 companhias regionais estavam entre as líderes.

AE, Agencia Estado

18 de agosto de 2010 | 10h43

Os 1.416 empresários do setor de supermercados consultados em janeiro deste ano indicaram uma média de 128 marcas diferentes entre as 3 mais vendidas em sua empresa, para cada 191 categorias de produtos, o que resulta em 24.448 marcas na liderança de vendas. Segundo o coordenador da pesquisa, Valdir Orsetti, esse resultado é um forte indicador do avanço das marcas regionais entre as líderes. ?Se os empresários tivessem citado as mesmas três marcas para cada categoria, o total seria bem menor: 573 marcas diferentes?, observa.

A pesquisa mostra que o peso das marcas regionais nas vendas é maior no Sul do País e na região que engloba Minas Gerais, Espírito Santo e o interior do Estado do Rio de Janeiro. No Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, os supermercadistas citaram, em média, 28 marcas por categoria entre as 3 mais vendidas. Entre Minas Gerais, Espírito Santo e o interior do Rio de Janeiro, foram 24 marcas.

Segundo Orsetti, alguns fatores explicam esse movimento. Com a estabilidade econômica, as empresas menores tiveram condições de oferecer produtos com qualidade equivalente à das líderes e preços menores. ?Todo mundo está em busca de uma boa negociação?, diz. Além disso, com o ritmo acelerado das fusões e aquisições no varejo de supermercados, as grandes empresas descobriram que tinham de preservar o mix local de produtos para manter a clientela. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.