Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Marfrig sobe 6% após aquisição nos EUA

A companhia brasileira firmou acordo para aumentar a participação no frigorífico americano Iowa Premium

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de março de 2019 | 22h31

As ações da fabricante de alimentos Marfrig fecharam a terça-feira, 12, com valorização de 6,39%, cotadas a R$ 5,99, a maior alta do Ibovespa (principal índice da B3, Bolsa paulista), impulsionadas pelo anúncio de aquisição feito pela companhia na noite de segunda-feira.

A companhia brasileira firmou acordo, em parceria com outros grupos, para aumentar a participação no frigorífico americano Iowa Premium. O controle do Iowa Premium, que pertencia à Sysco Holdings, foi comprado por um conjunto de empresas – Jefferies Financial, Premium Beef, TMK, NBPCo e NBM, uma controlada da Marfrig, por US$ 150 milhões.

A participação da Marfrig na operação é de US$ 76,5 milhões, por meio da empresa NBM. O saldo remanescente será pago pelos demais sócios. Os acionistas farão, no futuro, a integração do capital na National Beef, que pertence à Marfrig.

Com faturamento de US$ 644 milhões em 2018, a Iowa Premium é sediada na cidade de Tama, Iowa, e tem capacidade abater 1,1 mil cabeças/dia. O negócio está sujeito a aprovações de órgãos reguladores dos EUA. A Marfrig espera concluir o negócio ainda este ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.