Mazda descarta exportar veículos do México para o Brasil

A montadora japonesa Mazda Motor abandonou o plano de exportar automóveis produzidos no México para o Brasil, devido às restrição a veículos importados promovidas pelo governo brasileiro, segundo noticiou o jornal japonês Nikkei.

ÁLVARO CAMPOS, Agencia Estado

30 de julho de 2012 | 14h54

A Mazda concluiu que os automóveis produzidos no México não teriam um preço competitivo no Brasil. Agora, o plano é iniciar a produção no País a partir de 2014. Atualmente a Mazda está em negociação com uma empresa brasileira para terceirizar a produção de mais de 70 mil unidades para uma fábrica em São Paulo. O modelo de produção de baixo custos da japonesa será introduzido nessa parceira, que vai construir e vender compactos e outros tipos de veículos.

O Brasil, que observou um forte aumento na entrada de veículos estrangeiros nos últimos anos, começou em março a restringir o valor e o volume de carros de passageiros que podem ser importados sem tarifas do México.

Atualmente, a Mazda fabrica automóveis para as Américas do Norte e Central em uma unidade no México, que divide com a Ford Motor. Mas essa fábrica será fechada no mês que vem. Concomitantemente, a montadora japonesa está construindo uma nova fábrica no México, que deve ter uma capacidade inicial de produção de 140 mil unidades por ano. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Mazdaexportação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.