McDonald's pensa em ampliar o cardápio do 'McFruta' nos EUA

Mexericas sem sementes serão acrescentadas como opção de fruta da temporada no segundo semestre; bananas "júnior" estão em fase de testes e até mirtilos são considerados como opção

Bruce Horovitz, USA Today

14 de agosto de 2014 | 19h03

O McDonald's parece estar passando por um momento McFruta. Depois de anos de críticas por parte de defensores da alimentação saudável, que sempre insistiram para que o gigante dos hambúrgueres oferecesse mais frutas e legumes para as crianças no McLanche Feliz, a cadeia está prestes a fazer exatamente isso.

As mexericas sem sementes da Sun Pacific serão acrescentadas como opção de fruta da temporada no segundo semestre; bananas "júnior" estão em fase de testes e até mirtilos são considerados como opção futura, revela Greg Watson, vice-presidente sênior de inovação do cardápio, em entrevista.

"Isto é condizente com aquilo que anunciamos", disse Watson. "É parte da jornada que iniciamos quatro anos atrás, para deixar as mães mais satisfeitas com o McLanche Feliz."

Cada vez mais o McDonald's analisa possibilidades de frutas que podem ser consumidas inteiras e trocadas conforme a estação. Isso exigiria menos mão de obra e matéria prima para embalagens do que os pedaços de maçã servidos atualmente, um grande sucesso com mais de 1.1 bilhão de pacotes vendidos desde 2012.

Para o McDonald's, o objetivo é criar um McLanche Feliz que agrade ao mesmo tempo as crianças e seus pais. A medida é também uma resposta aos defensores da alimentação saudável, nutricionistas e legisladores que pressionam por ofertas melhores de alimentos e bebidas voltadas para o consumo infantil.

"Isso pode fazer grande diferença, desde que os pais peçam a fruta e as crianças a comam", diz Hope Warshaw, nutricionista e autora de The Guide to Healthy Restaurant Eating. "Em decorrência do volume de McLanches Felizes comercializados pelo McDonald's, pequenas mudanças podem trazer grande impacto para a saúde das crianças americanas."

As mexericas sem sementes foram testadas em 100 restaurantes da região de Austin durante aproximadamente 12 semanas. "O retorno foi muito positivo", diz Watson.

O McDonald's está testando também bananas "júnior", fornecidas pela Chiquita, no mercado de Austin. Trata-se de bananas menores do que o convencional, chegando a até 17,5cm, para caber na mão de uma criança. Mirtilos e uvas no McLanche Feliz são ideias em estágio de avaliação, sendo que as uvas já tiveram algum sucesso na Europa, diz Watson.

As frutas não serão limitadas ao McLanche Feliz, nem ao cardápio infantil. As porções também serão vendidas em separado, diz Watson. No teste, as mexericas sem semente eram vendidas por US$ 0,50.

No mês passado, o McDonald's acrescentou uma versão de 50 calorias do iogurte de morango de baixa gordura como opção de acompanhamento para o McLanche Feliz. Feito para o McDonald's pela General Mills, essa versão contém 25% menos açúcar (6 gramas) do que um iogurte convencional.

Mas os legumes são um problema diferente. O McDonald's não consegue encontrar uma variedade que as crianças aceitem com entusiasmo. "É muito mais difícil interessar as crianças em legumes", diz Watson.

Um teste com cenouras tamanho baby fracassou no ano passado - mesmo depois que a lanchonete as ofereceu no formato de personagens. Falta tentar as cenouras fritas, é claro. Tradução de Augusto Calil

Tudo o que sabemos sobre:
mcdonaldsfrutas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.