Antonio Minela
Antonio Minela

Após polêmica, McDonald's tira 'McPicanha' do cardápio e pede desculpas

Questionada pelo Procon e pelo Conar, a companhia se desculpou com os consumidores por ter gerado dúvidas a respeito dos sanduíches

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de abril de 2022 | 11h35

O McDonald's anunciou nesta sexta-feira, 29, que irá tirar do cardápio os dois sanduíches da linha "Novos McPicanha", após a empresa ter sido notificada por ao menos dois Procons. A medida vale para todos os restaurantes da rede de fast-food do País. Em comunicado, a companhia se desculpou com os consumidores por ter gerado dúvidas a respeito dos sanduíches.  A decisão veio depois de a empresa ser questionada pelo Procon e pelo Conar sobre marketing enganoso.

O McDonald’s informou nesta semana que os novos "McPicanha" foram desenvolvidos com um sabor “mais acentuado de churrasco”. Esse sabor vem de um molho com aroma natural de picanha. De acordo com o comunicado, o hambúrguer é “100% carne bovina, produzido com um blend de cortes selecionados”. Esses dados são sinalizados em letras miúdas no anúncio da empresa nas redes sociais sobre os novos lanches.

"Esclarecemos que a plataforma recém-lançada denominada “Novos McPicanha” teve esse nome justamente para proporcionar uma nova experiência ao consumidor com o exclusivo molho sabor picanha, uma nova apresentação e um hambúrguer diferente em composição e em tamanho (100% carne bovina, produzida com um blend de cortes selecionados e no maior tamanho oferecido pela rede atualmente). Pedimos desculpas se o nome escolhido gerou dúvidas e informamos que estamos avaliando os próximos passos", informou a companhia. 

Notificações

O caso dos "Novos McPicanha" levou o McDonald’s a ser notificado pelo Procon-SP, que deu prazo até o dia 2 de maio para o envio da tabela nutricional dos sanduíches. O documento deve atestar a composição de cada um dos ingredientes (carne, molhos, aditivos, dentre outros). Também devem ser incluídos relatórios sobre os testes de qualidade realizados pela rede de fast-food. 

Outra nofiticação foi dada pelo Procon-DF para a rede global de restaurantes no País. O órgão de defesa do consumidor proibiu a empresa de vender os sanduíches "McPicanha" em todo o Distrito Federal, desde a quinta-feira, 28, até que haja a “correção total da publicidade”. “Na publicidade não há informação clara de que o hambúrguer contém qualquer porcentagem do corte bovino picanha", diz Marcelo Nascimento, diretor-geral do Procon-DF. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.