MDIC nega mudança em alta do IPI para carros importados

Segundo secretária do Ministério, governo analisa alterações no imposto, mas estas só valerão a partir de 2013; durante o próximo ano, regras não serão alteradas

Lu Aiko Otta, da Agência Estado,

15 de dezembro de 2011 | 14h00

A secretária de Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Heloisa Menezes, disse nesta quinta-feira, 15, que o aumento do IPI sobre automóveis importados que não cumprem o índice de nacionalização de 65%, e que entrará em vigor amanhã, não será alterado ao longo do ano de 2012.

Heloisa explicou que o governo analisa possíveis mudanças, por exemplo, no cálculo do índice de nacionalização, que hoje considera itens como publicidade e margem de lucro da revendedora. Ela disse, porém, que qualquer alteração só valerá a partir de janeiro de 2013.

Segundo a secretária, o governo pretende decidir essas mudanças o quanto antes, apenas para que os setores envolvidos se preparem para as alterações a partir de 2013. O mesmo se aplica aos regimes alternativos para as montadoras que desejam entrar no mercado brasileiro a partir de agora.

Tudo o que sabemos sobre:
IPIveículos importadosMDIC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.