Medidas do BC levaram BB a aumentar spread médio do crédito, diz Bendine

Segundo o presidente do banco, a elevação da taxa Selic também deve resultar numa elevação da taxa final de juros do BB

Fabio Graner, da Agência Estado,

20 de janeiro de 2011 | 11h59

O presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, disse hoje que as medidas macroprudenciais adotadas pelo Banco Central em dezembro do ano passado levaram a um aumento do spread médio nas operações de crédito, mas não informou a magnitude dessa elevação.

Segundo ele, a elevação da taxa Selic também deve resultar numa elevação da taxa final de juros do BB, embora esse crescimento não seja necessariamente linear e da mesma magnitude. Ele lembrou que outros fatores pesam na formação da taxa final de juros como inadimplência, que está em queda, e o custo de captação do banco, que em algumas emissões tem sido favorável.

Bendine também informou que a carteira de crédito imobiliário da instituição destinada a pessoa física deve dobrar este ano, atingindo cerca de R$ 6 bilhões. 

Tudo o que sabemos sobre:
BendineBanco do Brasiljurospread

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.