Mercado cativo da Copel cresce 3,7% no 1o trimestre

A estatal paranaense de energia Copel anunciou na quarta-feira que o mercado cativo da companhia cresceu 3,7 por cento no primeiro trimestre de 2011 em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 5.577 gigawatts-hora (GWh).

REUTERS

27 de abril de 2011 | 18h47

Segundo comunicado divulgado pela companhia, a classe comercial registrou o maior avanço no consumo: 5,3 por cento, para 1.234 GWh. O resultado, disse a Copel, foi "influenciado pelo mercado de trabalho aquecido e pelos reflexos da expansão de crédito ocorrida nos trimestres anteriores".

A classe comercial responde por 22,1 por cento do consumo do mercado cativo da Copel.

O segmento residencial, que responde por 27,9 por cento do mercado de distribuição de energia elétrica da empresa, obteve elevação de 3,6 por cento no consumo entre janeiro e março, para 1.553 GWh.

A estatal explicou que o aumento da renda familiar e acréscimo de 3,9 por cento no número de consumidores incentivaram o aumento do consumo.

A classe industrial, que por sua vez responde por 31,7 por cento do consumo do mercado cativo, mostrou crescimento de 3,2 por cento nos três primeiros meses do ano, totalizando 1.765 GWh.

"Este resultado foi influenciado pelo crescimento da produção industrial paranaense, particularmente dos setores de edição e impressão, veículos automotores e alimentos, bem como pelo aumento de 4,5 por cento no número de consumidores industriais", explicou a Copel.

As classes rural e as chamadas "outras classes" (poderes públicos, iluminação pública, serviços públicos e consumo próprio), consumiram juntas 1.025 GWh de energia elétrica, crescimentos na comparação anual de, respectivamente, 3,2 por cento e 2,4 por cento.

A Copel informou ainda que o mercado fio da sua unidade de distribuição, composto pelo mercado cativo, pelo suprimento a concessionárias e permissionárias dentro do Estado do Paraná e pela totalidade dos consumidores livres existentes na sua área de concessão, avançou 4 por cento.

Já as vendas do mercado consolidado da empresa, que inclui os segmentos de distribuição, geração e transmissão de energia elétrica, registraram crescimento de 3,8 por cento no primeiro trimestre ante o mesmo período do ano passado.

A Copel divulga seus resultados financeiros ao mercado em 11 de maio, após o fechamento do mercado.

(Por Carolina Marcondes)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIACOPELMERCADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.