Mercado eleva previsão para inflação em 2014 para 6,47%

Nova projeção se aproxima do teto da meta do governo, de 6,5%

Victor Martins, da Agência Estado,

14 de abril de 2014 | 08h53

O mercado elevou nesta semana as estimativas para a inflação em 2014. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2014 saltou de 6,35% para 6,47% na pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira, 14, pelo Banco Central. Há quatro semanas, a estimativa era de 6,11%. Para 2015, a projeção subiu de 5,84% para 6%, sendo que há quatro semanas a expectativa era de 5,70%.   A previsão de inflação para os próximos 12 meses à frente subiu de 6,07% para 6,12%, conforme a projeção suavizada para o IPCA. Há quatro semanas, estava em 6,12%.

Nas estimativas do grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções, o chamado Top 5 da pesquisa Focus, a previsão para o IPCA em 2014 no cenário de médio prazo recuou de 6,57% para 6,49%.

Para 2015, a previsão dos cinco analistas subiu de 6,00% para 6,27%. Há quatro semanas, o grupo apostava em altas de 5,99% para 2014 e 5,78% para 2015. Entre todos os analistas ouvidos pelo BC, a mediana das estimativas para o IPCA de abril aumentou de 0,61% para 0,69%. Há quatro semanas, estava em 0,56%. Para maio, a projeção ficou estável em 0,45%.  

Juro. Os economistas consultados pelo Banco Central na pesquisa Focus mantiveram a previsão para a taxa Selic no fim de 2014 em 11,25% ao ano. Há quatro semanas era 11%. Para 2015, a mediana segue em 12% ao ano há nove semanas. A taxa básica de juros está em 11% ao ano desde a última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que ocorreu em abril.

A previsão para a Selic média em 2014 ficou estável em 11,06%. Para 2015, passou de 11,92% para 12,01%. Há quatro semanas, estavam em 10,91% e 11,80% ao ano, respectivamente.

Nas estimativas do grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções, o chamado Top 5 da pesquisa Focus, a previsão para a Selic no fim de 2014 ficou estável em 11,88% ao e, para 2015, permaneceu em 13% pela segunda semana consecutiva. Há quatro semanas as projeções eram, respectivamente, 11,75% ao ano e 12%.

A pesquisa Focus mostra que a projeção do mercado para a taxa Selic segue em 11,25% ao ano para o mês de maio. Para janeiro de 2015, o mercado prevê alta da taxa básica de juros para 11,50% ao ano, e para 11,75% no mês seguinte. Em março do próximo ano, a previsão de alta continua em 12,00% ao ano. A próxima reunião do Comitê de Política Monetária está marcada para 27 e 28 de maio.

PIB. A previsão de crescimento da economia brasileira em 2014 subiu de 1,63% para 1,65%. Há quatro semanas, a expectativa era de 1,70%. Para 2015, a estimativa de expansão se manteve em 2,00%, mesmo valor há sete semanas.

A projeção para o crescimento do setor industrial em 2014, entretanto, caiu de 1,50% para 0,70%. Para 2015, os economistas reduziram a previsão de 3,00% para 2,95%. Quatro semanas antes, a Focus apontava estimativas de expansão de 1,44% para 2014 e de 3,00% em 2015 para o setor.

Os analistas mantiveram estável, em 34,80%, a previsão para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB em 2014. Há quatro semanas, estava em 34,60%. Para 2015, segue em 35,00% há 17 semanas.

Tudo o que sabemos sobre:
FocusBanco CentralinflaçãoIPCASelic

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.