Divulgação Mercado Livre
Divulgação Mercado Livre

Mercado Livre lança clipe para exaltar cultura negra com Djonga e Tássia Reis

'Ostentação da Cultura' usa estética afrofuturista para levantar a discussão sobre o Dia da Consciência Negra; ação é da agência GUT, de São Paulo

Wesley Gonsalves, O Estado de S.Paulo

15 de novembro de 2021 | 11h30

A gigante do e-commerce Mercado Livre convidou Djonga e Tássia Reis para sua nova campanha em comemoração ao Dia da Consciência Negra. Em meio às ações por igualdade racial na sociedade e de fomento ao afroempreendedorismo no País, a companhia lança o clipe “Ostentação da Cultura” com a dupla de cantores em parceria com a “Feira Preta”.  A ação foi assinada pela agência GUT São Paulo.   

Divulgado com exclusividade pelo Estadão, a nova campanha publicitária usa da estética afrofuturista – uma espécie de resgate da cultura negra misturado à ficção científica - para levantar a discussão sobre as ações afirmativas dentro e fora da empresa . “Esse projeto reforça o nosso compromisso com o incentivo ao empreendedorismo negro”, afirma a diretora de marca do Mercado Livre para America Latina, Thais Souza Nicolau.

Em referência à cultura da ostentação, que exalta grifes internacionais, na música, Djonga e Tássia fazem uma ode a marcas nacionais assinadas por criadoras e criadores negros. “Faz muito sentido pra mim, dentro da minha trajetória, poder fortalecer essas narrativas, e por protagonismo e visibilidade que eu venho lutando, então estou mais do que contente em poder viver esse momento”, disse Tássia, por email, ao Estadão.

Veja o clipe: 

Para incentivar os empreendedores negros dentro da plataforma, todas as marcas mencionadas no clipe pelos rappers estarão disponíveis na loja da Feira Preta - que comemora 20 anos em 2021 - no site do Mercado Livre, uma página desenvolvida exclusivamente para a ação publicitária. Além do videoclipe, a nova música foi divulgada nas principais plataformas de streaming.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.