Mérito será fator-chave para escolha de diretor do FMI, diz Lipsky

'Há um acordo entre os membros do FMI de que o processo de seleção do diretor-gerente deve ser aberto, transparente e com base no mérito', disse o diretor-gerente interino 

Reuters,

19 de maio de 2011 | 21h32

A seleção de um novo líder para o Fundo Monetário Internacional (FMI) deve ser feita com base no mérito e pode levar algum tempo, afirmou nesta quinta-feira o diretor-gerente interino do organismo, John Lipsky.

"Há um acordo entre os membros do FMI de que o processo de seleção do diretor-gerente deve ser aberto, transparente e com base no mérito", disse Lipsky após pronunciamento para o Peterson Institute.

"Felizmente, aberto significa aberto. Felizmente, aberto não significa aberto para alguns", respondeu, quando questionado sobre o processo de escolha de um sucessor para Dominique Strauss-Kahn, que renunciou diante de acusações de violência sexual e tentativa de estupro a uma camareira de um hotel em Nova York.

(Reportagem de Glenn Somerville e David Lawder)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROFMILYPSKY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.