Metalúrgicos da Embraer querem reajuste salarial de 12,98%

A campanha salarial é unificada com os sindicatos de Campinas, Limeira e Santos, que juntos representam 157 mil trabalhadores

REUTERS

29 de julho de 2014 | 17h11

Metalúrgicos da Embraer em São José dos Campos (SP) aprovaram nesta terça-feira início de campanha salarial em que cobram da empresa reajuste de 12,98 por cento, redução de jornada de trabalho e estabilidade no emprego.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, onde está a principal fábrica da Embraer no Brasil, a campanha salarial é unificada com os sindicatos de Campinas, Limeira e Santos, que juntos representam 157 mil trabalhadores.

A Embraer emprega cerca de 12 mil metalúrgicos em duas unidades em São José dos Campos, informou o sindicato.

A data-base da categoria é em setembro. Em 2013, os metalúrgicos da fabricante de aviões tiveram reajuste salarial de 8,1 por cento, segundo a entidade.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASEMBRAERCAMPANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.