México e países da América Central fecham acordo de livre-comércio

O comércio entre o México e países da América Central aumentou quase quatro vezes durante os últimos dez anos, totalizando US$ 6,55 bilhões em 2010

Agência Estado,

22 de novembro de 2011 | 22h17

O México e países da América Central assinaram um acordo de livre-comércio nesta terça-feira que une parcerias anteriores entre os países, segundo o ministério da economia mexicano. O México tinha um acordo de livre-comércio com a Costa Rica, outro com a Nicarágua e um terceiro com Guatemala, Honduras e El Salvador.

"O tratado vai aumentar e facilitar o comércio por meio da harmonização das regras", disse o ministro da economia do México, Bruno Ferrari. A expectativa é de que aumentem os investimentos na região e diminuam os custos das transações.

O comércio entre o México e países da América Central aumentou quase quatro vezes durante os últimos dez anos, totalizando US$ 6,55 bilhões em 2010, uma tendência de elevação que deve ser fortalecer com o novo acordo único. "A América Central é um mercado natural e crescente para produtos e serviços mexicanos, especialmente para companhias pequenas e médias", afirmou o ministro, em nota à imprensa.

Entre os produtos que o México exporta à América Central estão alimentos como lácteos e abacates, além de televisões e petróleo. As negociações que resultaram no acordo tiveram início em 2008. As informações são da Dow Jones.

(Filipe Domingues)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.