Milho/Chicago fecha em alta c/previsão de geada no Meio-Oeste

São Paulo, 30 - Os contratos futuros do milho fecharam em alta na CBOT, em Chicago. O mercado interrompeu uma sequência de quatro sessões nas quais as cotações recuaram. Segundo traders, as ações do dia foram dominadas por especuladores, que entraram no mercado fazendo coberturas de posições. Previsões meteorológicas de institutos privados motivaram essas compras. Há previsão de geada em parte das regiões produtoras de milho e de soja dos EUA na semana que vem. A preocupação é justamente em relação a lavouras do norte do Meio-Oeste, onde o milho está menos adiantado, e mais sujeito a problemas de clima. O mercado abriu parado, sem qualquer interesse de venda nos níveis em que havia fechado na sexta-feira. Em seguida, as compras começaram por causa das previsões meteorológicas. Enquanto o preço subia, ordens de compra foram acionadas e potencializaram os ganhos. Na máxima do dia, a posição dezembro atingiu US$ 2,39/bushel. Os contratos para setembro fecharam a US$ 2,2450 por bushel, alta de 4,25 cents. Os contratos para dezembro fecharam a US$ 2,3525, alta de 6,25 cents. Os contratos para março encerraram a SU$ 2,4350, alta de 6 cents. Os contratos para maio fecharam a US$ 2,4950, alta de 6,50 cents. Os contratos para julho encerraram a US$ 2,54, alta de 6 cents. AS informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.