Ministro holandês deve assumir presidência do Eurogrupo, diz jornal

Segundo jornal, Eurogrupo tomará uma decisão formal sobre o assunto em uma reunião em janeiro

Stefânia Akel, da Agência Estado,

17 de dezembro de 2012 | 11h18

NOVA YORK- Os líderes da zona do euro concordaram informalmente com a nomeação do ministro de Finanças da Holanda, Jeroen Dijsselbloem, à presidência do Eurogrupo, segundo reportagem na edição de hoje do jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung, que citou fontes anônimas.

O acordo entre os líderes foi alcançado nos bastidores da reunião da semana passada em Bruxelas, informou o jornal, acrescentando que o Eurogrupo, constituído pelos ministros de finanças da zona do euro, tomará uma decisão formal sobre o assunto em uma reunião em janeiro.

Dijsselbloem, cujo nome vem sendo cotado nos últimos dias como potencial sucessor de Jean-Claude Juncker, afirmou à imprensa holandesa na sexta-feira que pensaria seriamente sobre a proposta se ela fosse feita.

Juncker, atual primeiro-ministro de Luxemburgo, disse no início do mês que ele entregará o cargo de presidente do Eurogrupo no ano que vem. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.