Missão da troica à Grécia quer avaliar intenções do governo, diz BCE

Comissão Europeia, BCE e FMI vão revisar o progresso na implementação de reformas

Sergio Caldas, da Agência Estado,

24 de julho de 2012 | 09h57

ATENAS - Os inspetores internacionais da troica - Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional - chegaram nesta terça-feira, 24, a Atenas para avaliar as intenções do recém-empossado governo da Grécia, afirmou um membro do conselho diretivo do BCE.

"Uma nova missão da troica está para começar na Grécia, e o objetivo deles é entender as intenções do novo governo", disse Ardon Hansson, que é também presidente do banco central da Estônia.

Os representantes da troica vão se reunir com autoridades gregas para revisar o progresso de Atenas na implementação de reformas atreladas à ajuda financeira concedida ao país. A Grécia tem solicitado um prazo mais longo para cumprir os termos do acordo. Na quinta-feira, o presidente da CE, José Manuel Barroso, se encontrará com o primeiro-ministro grego, Antonis Samaras.

"Alguns passos já foram dados, mas ainda é necessário fazer um grande trabalho técnico para avaliar a situação atual e a sustentabilidade da dívida pública (da Grécia), disse Hansson.

Em relação à Espanha, Hansson disse que a solução da crise do país depende de Madri. "Pelo menos conseguimos concordar em alguns aspectos que podem ajudar a resolver a crise (espanhola) - um esboço de um memorando de entendimento foi estabelecido e decisões foram tomadas na cúpula da União Europeia no final de junho."

Os custos de financiamento da Espanha têm batido recordes em meio a temores de que o país possa necessitar de um pacote de resgate total, e não apenas para seus bancos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GreciaCriseFMIBCETroica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.